Cidade - Casario Ribeirão da Ilha

Bairros

Florianópolis está dividida em 5 regiões, 12 distritos e 48 bairros. A maioria ocupa a área insular, ou seja, a extensão territorial da Ilha de Santa Catarina. Apenas 2,77% do território do município está na área continental, que faz divisa com o município de São José.

As regiões da cidade são: Central, Norte, Leste, Sul e Continental. Os 12 distritos são: Barra da Lagoa, Cachoeira do Bom Jesus, Campeche, Canasvieiras, Ingleses do Rio Vermelho, Lagoa da Conceição, Pântano do Sul, Ratones, Ribeirão da Ilha, Santo Antônio de Lisboa, São João do Rio Vermelho e o distrito Sede.

O distrito Sede é o maior de todos os distritos, pois concentra tanto os bairros da região Continental quanto os da região Central.

Os distritos de Santo Antônio de Lisboa, Canasvieiras, Cachoeira do Bom Jesus, Ingleses do Rio Vermelho e Ratones, juntos englobam os bairros da região Norte da Ilha. Já os distritos de São João do Rio Vermelho, Barra da Lagoa e Lagoa da Conceição concentram os bairros da Região Leste da Ilha. Os distritos do Campeche, Pântano do Sul e Ribeirão da Ilha englobam todos os bairros do Sul da Ilha.

Nesta seção você conhece um pouco mais sobre a cidade, as características de cada bairro, suas histórias, particularidades, como chegar, pontos turísticos, onde dormir, onde comer, além de fotos lindas de cada ponto da cidade.

Bairros da Região Norte

A região norte é a mais populosa durante a alta temporada, pois possui ótima infraestrutura em prestação de serviços e oferece atrações turísticas para todos os gostos, como mergulhos, trilhas, passeio de escuna, banana boat, aluguel de caiaques e dunas. As praias, com suas águas mais quentes e calmas, são as preferidas dos banhistas.

Para as crianças, tem os mares calmos de Jurerê, Daniela, Canasvieiras, Cachoeira do Bom Jesus, Ponta das Canas e Lagoinha. Jurerê Internacional, bairro localizado no lado esquerdo da praia de Jurerê, é pura badalação. Vários beach clubs, day parties, música eletrônica e mulheres super produzidas, destino certo de modelos e celebridades.

Já as praias de Ingleses, Praia Brava e Santinho seduzem os surfistas com boas ondas. Em Cacupé, Sambaqui e Praia do Forte encontram-se restaurantes típicos com moluscos frescos e com arquitetura açoriana.

Para quem gosta de história, tem a comunidade de Santo Antônio de Lisboa e as fortalezas, construídas pelos portugueses no século XVIII, uma na Praia do Forte e outras duas nas ilhas de Anhatomirim e Ratones. Fazer um passeio de escuna e desvendar os mistérios das fortalezas é um programa bem interessante.

Bairros da Região Sul

A porção sudoeste da Ilha de Santa Catarina preserva as raízes açorianas da cidade. Além da arquitetura da época do Brasil colonial, a freguesia do Ribeirão da Ilha concentra um corredor gastronômico baseado em ostras e mariscos.

Já a porção sudeste chama atenção pelas trilhas cercadas de mata atlântica e pelas praias com ondas medianas, ideais para o aprendizado de surf. Há também o Parque da Lagoa do Peri, onde está a segunda lagoa em tamanho, porém de água doce. O destaque da região é a Ilha do Campeche, que possui pontos de mergulhos, sítios arqueológicos e condições para a prática de trilhas acompanhadas de guias.

No Campeche, existem dois endereços certos de agito: o Pico do Surf, mais para o lado direito da praia, que rola campeonatos e a galera nativa; e o Riozinho do Campeche, conhecido pela badalação, gente descolada e boa música. No extremo-sul da Ilha está a semi-deserta Praia de Naufragados, com seu farol do século XIX e vista para as ruínas da antiga fortaleza que protegia a entrada da Baía Sul.

A Lagoinha do Leste é o destino ideal para quem gosta de aventura e natureza. A trilha é longa, mas as paisagens do trajeto compensa. Há duas formas de acesso, uma que leva cerca de 50 minutos, pelo Pântano do Sul, e outra que pode levar até três horas de caminhada, pela praia do Matadeiro. No retorno, a parada obrigatória é na praia do Pântano do Sul, berço pesqueiro da ilha.

Bairros da Região Leste

A região leste da Ilha de Santa Catarina é uma das mais belas e atraentes em toda cidade. Famosa por seus atrativos naturais, reúne em um só lugar dunas, morros, praias e um dos mais famosos cartões postais da cidade, a Lagoa da Conceição. É formada pelos bairros da Lagoa da Conceição, da Barra da Lagoa e por São João do Rio Vermelho.

O centrinho da Lagoa da Conceição é um caldeirão multicultural, onde turistas e moradores convivem em harmonia pelas ruas. Por ser o núcleo de povoamento mais antigo da região, apresenta a melhor infraestrutura turística e de serviços, com bares e restaurantes com culinária variada, casas noturnas, beach points badalados e lojas e todo tipo de comércio, além de hotéis e pousadas transados, hostels e campings descolados, muitas casas e apartamentos para locação de temporada.

A Barra da Lagoa e São João do Rio Vermelho, por sua distância do centro da cidade, ainda são áreas onde se pode observar traços marcantes da cultura açoriana.

Para os que gostam de adrenalina, a região leste é a meca dos esportes e da aventura na Ilha. Trilhas, surf, windsurf, vela, caiaque, kitesurf, stand up paddle, slack line, skate, rappel, mergulho, arvorismo, tirolesa, pesca, cavalgada e vôo livre - ufa! Isso tudo em um só lugar.

Bairros da Região Central

A região central de Florianópolis é o marco histórico, político, comercial e cultural da cidade. Principal e mais antigo núcleo de povoamento da Ilha de Santa Catarina, os bairros da região central são o ponto principal de toda a trama urbana.

Nela estão, além dos principais atrativos históricos da cidade como o Palácio Cruz e Sousa, o Museu Victor Meirelles, a Catedral Metropolitana e a famosa Praça XV, os prédios que abrigam os poderes Judiciário e Legislativo Estaduais, a Prefeitura Municipal de Florianópolis e dezenas de repartições públicas, escolas, bancos, empresas de serviço, o centro de convenções (Centrosul), a passarela do samba Nego Quirido, restaurantes, bares, lojas e um shopping center.

A Beira Mar Norte, principal via de trânsito ao longo da orla, é a avenida mais famosa e umas das mais bonitas da cidade, ponto de lazer e diversão para moradores e turistas.

Além da diversidade do comércio e da fama da Avenida Beira Mar Norte, a região central de Florianópolis guarda alguns dos principais monumentos históricos da cidade. Primeira ligação entre a Ilha e o Continente, a Ponte Hercílio Luz está entre os cartões-postais mais fotografados por turistas e moradores.

Bairros da Região Continental

Florianópolis não é só ilha! Apesar da maior parte da cidade estar em área insular, a cidade tem muitos pontos importantes do outro lado da ponte. A região continental é o principal corredor de acesso a ilha e um dos núcleos habitacionais e comerciais mais dinâmicos da cidade.

Com uma orla belíssima, Coqueiros, Itaguaçu, Bom Abrigo e Abraão contam com inúmeros bares e restaurantes ao longo das praias. Do outro lado, na parte norte, na orla dos bairros Estreito, Balneário e Canto a pedida é curtir a Beira-mar continental, a nova menina dos olhos da cidade. Principal via de trânsito ao longo da orla, tornou-se um dos pontos com a visão panorâmica mais bonita da cidade, ponto de lazer e diversão para moradores e turistas.

Ao longo das Ruas Fulvio Aducci, General Eurico Gaspar Dutra, Liberato Bittencourt, Pedro Demoro e da Avenida Marinheiro Max Schramm encontra-se uma grande diversidade com comércio e serviços de todos os tipos, desde hotéis, bares e restaurantes, até hipermercados, revendas de automóveis, lojas de moveis e decoração e tudo mais que se quiser encontrar.

O bairro Coloninha é a casa de duas grandes paixões locais, o Figueirense Futebol Clube e a Escola de Samba Unidos da Coloninha. Os bairros Jardim Atlântico e Capoeiras formam a conexão com a região metropolitana.

publicidade

* carregando... *

publicidade

* Carregando... *