Carianos

Centro e Rodoviária: 10,4 km | Aeroporto: 1,9 km
Bairros próximos: Rio Tavares, Costeira do Pirajubaé, Tapera.
Praias próximas: Praia do Campeche.


O bairro Carianos está localizado no sul da Ilha de Santa Catarina, entre os bairros da Tapera, Costeira do Pirajubaé, Rio Tavares e Campeche, a 10,4 km do centro de Florianópolis.

Predominantemente residencial, Carianos está cercado de um lado por uma extensa área de manguezal, pertencente à Reserva Extrativista Marinha do Pirajubaé, e de outro pela área do Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

A principal via que corta o bairro é a Avenida Deputado Diomício Freitas, que serve de ligação com as regiões central e sul e concentra a maior parte do comércio e serviços.

Carianos possui várias escolas e creches públicas e particulares, igrejas de diversas denominações, mercados, padarias, farmácias, feirinhas de produtos agrícolas e postos de gasolina. O morador encontra quase tudo e tem pouca necessidade de deslocamento para encontrar o que precisa.

Por estar em área restrita de proteção ao voo, em Carianos a construção de prédios é limitada a quatro pavimentos fazendo com que o bairro seja praticamente todo formado por casas de classe média.

Existem no bairro quatro loteamentos bem estruturados: Jardim Califórnia, Jardim Santa Catarina, Jardim Santa Rita e Recreio Santos Dumont.

Entretanto, não é a proximidade com o centro de Florianópolis ou a qualidade de vida que o bairro proporciona a seus moradores que o transforma em um dos mais importantes da cidade. É a presença de dois grandes empreendimentos de vulto nacional que o torna conhecido e impulsionam o seu desenvolvimento. De um lado, o Aeroporto Internacional Hercílio Luz, ponto de chegada e partida de milhares de visitantes, e o Estádio da Ressacada, casa do Avaí Futebol Clube, um dos principais clubes de futebol de Santa Catarina.

publicidade

 História

A origem do nome do bairro é incerta, porém a tradição oral atribui o termo “Carianos” a uma variante do vocábulo “carijós”, já que nesta região foram encontrados sambaquis e muitos outros registros culturais, datados entre 3.000 e 1.800 anos antes de Cristo, além de vestígios arqueológicos pertencentes à nação Guarani.

Outra versão para o nome do bairro relata que os primeiros colonizadores que se fixaram na região teriam se originado da Cária, um pequeno vilarejo de origem populacional judaica, pertencente ao conselho de Belmonte, ao norte de Portugal.

Contudo, os registros históricos da Base Aérea de Florianópolis apontam que essa região era conhecida somente como Ressacada e não há registro sobre a partir de que data passou a ser conhecida como Carianos.

Até o início do século XX, na região haviam poucos moradores, todos instalados em pequenos sítios, até que, em 1923, instalou-se ali o Centro de Aviação Naval, onde foram construídas algumas edificações e realizadas obras de infraestrutura necessárias para o suporte a pousos e decolagens de hidroaviões.

Com a construção da primeira pista de pouso, houve uma pequena evolução e a divisão entre a parte civil e a militar deu origem ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz e à Base Áerea de Florianópolis. Mais tarde, com o crescimento destes dois importantes empreendimentos, muitos militares e civis que ali trabalhavam foram se fixando nas imediações, criando os primeiros loteamentos urbanísticos.

Outro grande impulsionador da notoriedade do bairro foi a inauguração, em 15 de Novembro de 1983, do Estádio Aderbal Ramos da Silva, popularmente conhecido como Estádio da Ressacada, de propriedade do Avaí Futebol Clube.

O bairro tem crescido acentuadamente nos últimos tempos, principalmente após a construção da Via Expressa Sul, rodovia rápida que liga o centro da cidade ao sul da ilha, sendo considerado, atualmente, como uma das melhores opções de moradia com boa mobilidade urbana na cidade.


publicidade

publicidade

publicidade2

publicidade