Ingleses - Praia

Ingleses do Rio Vermelho

O bairro Ingleses do Rio Vermelho está localizado no extremo norte da Ilha de Santa Catarina, entre o Cachoeira do Bom Jesus, o Praia Brava e São João do Rio Vermelho. Distante 32,9 km do centro de Florianópolis, Ingleses, como é mais conhecido por turistas e moradores, é um dos balneários com a maior infraestrutura urbana da região.

Sua área abrange 20,47 km² e engloba desde as praias do Santinho e Ingleses até a localidade mais afastadas da orla, chamada de Sítio do Capivari.

Dentre todas os balneários de Florianópolis, Ingleses é o que possui a maior população residente, superior a 25 mil habitantes fixos. Entretanto, durante os meses de férias e veraneio, esse número chega a dobrar.

O acesso de carro ao bairro pode ser feito de duas formas. Pela principal, via SC-401, e depois pela SC-403, ou pela Rodovia João Gualberto Soares, através do Rio Vermelho. Dos terminais integrados de ônibus da capital, partem várias linhas, como as 261, 263 e 264, vindas do Terminal Integrado de Canasvieiras (TiCan). Já a linha D264 vem direto do Terminal Integrado do Centro (TiCen).  Há também as linhas especiais 1121 e 1127, com carros com ar-condicionado.

O comércio de Ingleses é bastante desenvolvido e variado, com opções que vão de hipermercados a filiais de grandes redes de magazines.

Ao longo da porção final da SC-403, próximo à praia, existem centros comerciais, mercados, farmácias, padarias, agências bancárias e posto de gasolina, fazendo com que não seja necessário se deslocar para outros bairros do norte da Ilha para encontrar o que se procura.

Muito popular entre turistas, Ingleses do Rio Vermelho reúne diversas nacionalidades e culturas durante o verão. A região possui uma boa oferta de lazer com operadoras de passeios turísticos. Inclusive, é neste bairro que está localizada a Praia do Santinho, onde fica o multi-premiado e mais completo complexo turístico da região, o Costão do Santinho Resort e seu mega empreendimento, que mescla condomínio de casas de alto luxo a um campo de golf com nove buracos.

As opções de lazer noturno na região são poucas. A cada temporada de verão, costumam abrir casas noturnas e bares novos. Aos que buscam algo mais sofisticado, basta ir até as praias próximas (Jurerê Internacional e Canasvieiras), onde há bares, restaurantes e casas noturnas, assim como os beach points mais badalados da cidade.

publicidade

História

Existem diversas versões a respeito da origem do nome do bairro Ingleses do Rio Vermelho. Muitos o atribuem ao suposto naufrágio de um navio inglês no século XVIII. Outros vão ainda mais longe e acreditam que a tripulação desse navio tinha algum grau de parentesco com a rainha Ana da Inglaterra. Há, ainda, a versão de que o nome refere-se à companhia inglesa de exploração de óleo de baleia que existia na localidade. No entanto, a única coisa que se sabe com certeza é que “Rio Vermelho” é uma referência direta ao fato da região do bairro Ingleses ter pertencido à freguesia de São João Batista do Rio Vermelho por muito tempo.

Os registros mais antigos a respeito do bairro datam do século XVI, quando Cabeza de Vaca, famoso conquistador espanhol, passou pela Ilha de Santa Catarina e estabeleceu contato com os índios carijós. Contudo, sabe-se hoje que essa etnia habitava a Ilha por pelo menos duzentos anos antes desse encontro ocorrer, o que levanta a hipótese de que a ocupação de Ingleses do Rio Vermelho seja ainda mais antiga.

De acordo com Cabeza de Vaca, os carijós agrupavam-se em pequenas tribos, eram amistosos e viviam da pesca e da agricultura. A presença do grupo se estenderia pelos três séculos seguintes, encontrando seu fim com a chegada de descendentes de imigrantes açorianos. Segundo alguns dos moradores mais antigos do bairro, essas famílias se deslocaram de lugares como Ganchos (atualmente Governador Celso Ramos) e Biguaçu, estabelecendo em Ingleses do Rio Vermelho um povoado pesqueiro e agrícola.

Com o passar do tempo, a comunidade construiu alguns engenhos e começou a criar animais. Além das atividades domésticas e da agricultura, as mulheres também se dedicavam à produção da renda de bilro e trabalhavam nas salgas. Apesar de predominarem as atividades de subsistência, todo o excedente da produção local era doado, trocado por outros produtos ou comercializado no centro da Vila de Desterro.

Esses espaços destinados ao trabalho eram os principais responsáveis pelo estabelecimento de laços sociais entre os moradores. A igreja também era outro ponto importante nesse sentido, pois as missas, as festas religiosas e os bailes permitiam que todos se encontrassem. Ao longo do ano ocorriam as festas de São José e do Sagrado Coração, o Terno de Reis, a homenagem ao Senhor do Bom Jesus e as comemorações de Páscoa, Natal e Nossa Senhora dos Navegantes, assim como a festa do Pescador e a Farra do Boi.

Em 1962, Ingleses do Rio Vermelho foi oficialmente desmembrado do distrito de São João do Rio Vermelho. Porém, a localidade manteve-se bastante isolada do restante de Florianópolis até a década de 1970. Essa situação só foi revertida com a construção das rodovias SC-401 e SC-403. A conclusão dessas obras contribuiu bastante para a expansão urbana e turística do bairro, pois facilitou o contato entre o Centro e os balneários do norte da Ilha.

Nas décadas que se seguiram, ocorreram melhorias na infraestrutura de Ingleses e o que se pôde verificar foi tanto o aumento da oferta de serviços quanto um incremento no comércio que já existia. Boa parte da população local passou a se dedicar a atividades ligadas ao turismo e, em questão de poucos anos, a quantidade de moradores fixos do bairro aumentou consideravelmente.

Vídeo da Praia dos Ingleses:


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade