Pantanal: Geral subindo

Pantanal

Centro e Rodoviária: 5,7 km | Aeroporto: 9,1 km
Bairros próximos: José Mendes, Trindade, Saco dos Limões , Córrego Grande.
Praias próximas: Praia do Campeche.


Localizado na região central de Florianópolis, entre os bairros Saco dos Limões, Carvoeira, Trindade e Córrego Grande, o bairro Pantanal está distante 5,7 km do centro de Florianópolis.

É um bairro predominantemente residencial, muito procurado por estudantes, por sua proximidade com a Universidade Federal de Santa Catarina e por sua localização, ao longo da Rua Deputado Antônio Edu Vieira, principal via de acesso entre a Avenida Beira Mar Norte, na região central, e a Expressa Sul, no sul da Ilha.

Possui um pequeno comércio com mercado, bares, restaurantes, farmácia, padaria e posto de gasolina, entre outros. Entretanto, é a presença da Eletrosul – Centrais Elétricas S/A e da TVBV, emissora afiliada à Rede Bandeirantes de Televisão, que dão notoriedade ao bairro.

publicidade

História

De acordo com Virgílio Várzea, um dos mais importantes escritores nascidos em Florianópolis, o nome do bairro Pantanal seria uma referência a um vale por onde corria o curso d’água conhecido como Riacho dos Limões. A presença do riacho fazia com que os terrenos desse vale fossem alagadiços, o que eventualmente teria levado os moradores a se referirem à região como Pantanal.

Com a chegada dos imigrantes açorianos, muitos pontos do interior da Ilha de Santa Catarina passaram a ser habitados. Um desses pontos era a localidade de Trás do Morro, que virou a freguesia da Santíssima Trindade de Trás do Morro em 1853. Essa freguesia corresponde à região que é conhecida hoje como vale do Itacorubi e da qual fazem parte os bairros da Trindade, Santa Mônica, Itacorubi, Córrego Grande e, é claro, o Pantanal.

Os habitantes do Pantanal viviam em grandes chácaras e sua principal atividade econômica era a agricultura de subsistência. As famílias plantavam mandioca, cana-de-açúcar, café e vários tipos de frutas. Também criavam animais e administravam engenhos, o que permitia a produção de açúcar, melado e cachaça. Devido à dificuldade de acesso ao centro da cidade, algum comércio se formou com o passar do tempo.

Esse clima bucólico predominou até a década de 1960. No entanto, as chegadas da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) e, mais tarde, da Eletrosul, alteraram profundamente a dinâmica da região: os dois empreendimentos eram de grande porte e exigiram que o Pantanal fosse incorporado à malha urbana principal, passando a seguir um ritmo ditado pelas necessidades do centro da capital.

A súbita inclusão dos bairros da antiga freguesia da Santíssima Trindade de Trás do Morro ao universo urbano de Florianópolis também favoreceu o surgimento de loteamentos, condomínios e prédios que fossem capazes de absorver o fluxo de estudantes e trabalhadores que chegaram à Ilha. Isso fez com que o Pantanal ganhasse feições de bairro residencial, recebendo boa parte dos universitários que vêm de fora.


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade