Universo Mágico de Franklin Cascaes

Conto Nossa Senhora, o Linguado e o Siri


Dicas de Cultura

  • Casa do Barão

    Casa do Barão

    A Casa do Barão é um casarão localizado na esquina das ruas Bocaiúva com Othon Gama D`Eça, no centro de...
    Leia Mais

  • Museu Hassis

    Museu Hassis

    O Museu Hassis é uma homenagem à memória de Hiedy de Assis Corrêa. Seu acervo gráfico conta com um grande...
    Leia Mais

“Conta a estória que certa ocasião Nossa Senhora precisou atravessar o mar, mas não tinha certeza se a maré iria encher ou vasar.

Estava parada na praia; praia esta que deveria ser no continente, mas ela queria passar para a mais bela ilha da terra, a Ilha de Santa Catarina, quando surgiu um bonito linguado nadando alí perto dela.

Com toda sua beleza e ternura celestial, dirigiu-se ao peixe linguado, indagando-lhe se sabia ou não se a maré ia encher ou vasar.

O linguado respondeu a pergunta da Senhora, remedando-a. Ficou com a boca torta.

Um siri que havia escutado a indagação da Senhora e a deseducada resposta do linguado, dirigiu-se a ela com toda educação sirinesca, e lhe ofereceu uma carona até a praia onde ela queria alcançar.

Afirma a estória que o resultado deste acontecimento lendário é o seguinte: o linguado ficou com a boca deformada. No casco do siri se observa, em baixo relevo, a figura de uma senhora segurando os lados da saia, para não molhá-la. Deve ser o retrato de Nossa Senhora, num ato celestial sublime de sincero agradecimento, pela atitude hospitaleira do frágil crustáceo.”

Franklin Cascaes.

 

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade