Mis: Entrada

Museu da Imagem e do Som MIS


Dicas de Cultura

O Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) foi criado em 1998 com a finalidade de preservar os documentos e pesquisas audiovisuais de relevância nacional e principalmente do estado catarinense. Antes de sua criação, o Núcleo de Documentação Audiovisual era o responsável por reunir e abrigar todos esses documentos. Ele funcionava na ala norte do Centro Integrado de Cultura (CIC), e possuía um laboratório fotográfico em preto e branco, que registrava eventos e projetos especiais. Além disso, existia o setor de vídeo que não possuía câmera e nem ilha de edição. Os vídeos eram produzidos por meio de projetos específicos e com equipamentos emprestados.

O Núcleo ainda promovia cursos, exibia filmes e participava da elaboração de editais para produção audiovisual. Após a criação do Museu, os funcionários que trabalhavam nesse núcleo passaram a ser responsáveis pelas ações museológicas do MIS/SC.

Acervo

Na sala multimídia são exibidos periodicamente filmes brasileiros e estrangeiros. As sessões são gratuitas em função de um acordo estabelecido entre uma distribuidora de vídeo e a direção do MIS. Espaço que também é cedido gratuitamente à pessoas que queiram realizar eventos voltados para as atividades audiovisuais.

Como o museu é voltado para a área audiovisual, existe um setor que presta orientação técnica de cinema e vídeo aos interessados. Outra ação muito interessante desenvolvida é a catalogação do acervo institucional da Fundação Catarinense de Cultura e das casas a ela vinculadas, além de trabalhos doados pela população, relativos à cultura de modo geral. No Museu, ainda são realizadas oficinas técnicas audiovisuais, que oferecem aos participantes a oportunidade de entrar em contato com o que há de melhor na área de cinema e vídeo, além de facilitar a troca de conhecimentos do setor.

Filmes: nessa coleção estão registrados filmes em película 35mm, 16mm, 8mm e super 8, fitas VHS, Umatic, DVcam, MiniDV, betacam, betamax e DVD. São mais de 1200 títulos que retratam a cultura nacional e catarinense. Dentre os filmes do acervo encontram-se produções em película de Armando Carreirão, com importantes notícias de Santa Catarina da década de 60, fitas Umatic com conteúdo da extinta Telesc e ainda os filmes premiados pelo Edital de Cinema Catarinense.

Som: a coleção inclui mais de dois mil títulos de disco de vinil e cera, CDs, fitas magnéticas de rolo, fitas cassetes, cartuchos de áudio, além de capas, encarte e estojos.

Imagem: o acervo conta com fotografias, negativos em vidro e película, além de dispositivos da cultura nacional e catarinense. Existem mais de cem objetos nessa coleção. Entre eles, estão incluídos os negativos em vidro cristal do fotógrafo Augusto Suíter, que registrou a construção da estrada de ferro do Rio Grande do Sul – São Paulo.

Equipamentos: este acervo contém diversos equipamentos relacionados a som, imagem e vídeo. Câmeras fotográficas, filmadoras, gravadores, videocassetes, toca-discos, projetos e gramofones são alguns deles.

Registros Textuais: coleção específica para projetos e roteiros do Edital Cinema Catarinense, partituras e autógrafos de personalidades. Dentre muitos registros textuais, se destaca uma capa de disco autografada pela cantora Elis Regina.

Centro de Documentação: acervo que abriga livros, periódicos, catálogos, folhetos e cópias de projetos e roteiros do Edital Catarinense de Cinema. Nesse centro, também será incluído o próprio arquivo institucional do Museu e todo o material está sendo organizado e catalogado para ser disponibilizado para pesquisa.

Endereço, Visitação e Contato

Museu da Imagem e do Som MIS - Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica.
De segunda a sexta das 13h às 19h.
Gratuito.
(48) 3953-2329 / Setor Audiovisual: 3953-2326 ou 3953-2333 / Setor Educativo: 3953-2329 / Setor de Museologia: 3953-2329  / ou no site.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade