Museu do Judiciario - Fachada

Museu do Judiciário Catarinense


Dicas de Cultura

  • Salim Miguel

    Quem é Salim Miguel?

    Salim Miguel nasceu em Kfarssouron, no Líbano, em 30 de janeiro de 1924. Veio para o Brasil com sua família...
    Leia Mais

  • Antiga Casa de Nereu Ramos

    Casa de Nereu Ramos

    Quem passeia pelo centro, entre prédios comerciais e repartições públicas, logo nota uma imponente casa amarela, em meio a jardins,...
    Leia Mais

Instalado no Hall Superior do Tribunal de Justiça em 1991, o Museu do Judiciário Catarinense é responsável por preservar e difundir a memória da instituição, abrigando os processos, documentos, livros, armas, móveis e utensílios ligados à história do Judiciário Catarinense.

Entre as atividades de rotina do Museu estão: a restauração de documentos históricos e objetos, a catalogação de documentos, processos e objetos históricos, confecção de caixas protetoras de documentos, inventário das fotografias históricas, digitalização de documentos históricos e atendimentos aos pesquisadores e visitantes.

Acervo

Seu acervo é composto por documentos textuais, gravuras, fotografias, mobílias, peças e objetos provenientes de órgãos da Justiça catarinense desde o final do século XVIII.

O documento mais importante do museu é a ata de instalação do Tribunal de Justiça do Estado, de 1º de outubro de 1891. Processos antigos, correspondências oficiais, fotografias de eventos e personalidades, uma réplica da legislação que criou a estrutura judicial no Estado e livros de atas das sessões do Plenário também fazem parte do acervo, que ainda possui 25 urnas de sorteios.

Endereço, Visitação e Contato

Museu do Judiciário Catarinense - Praça Tancredo Neves, 208 – Centro.
Segunda a Sexta das 13h às 18h30.
Gratuito.
(48) 3287-2480 / 3287-2481.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade