Quem foi Virgílio Várzea?

Virgilio Varzea

Virgilio Varzea

Filho de marinheiro, nascido em 6 de janeiro de 1863 na freguesia de São Francisco de Paula de Canasvieiras, norte da Ilha de Santa Catarina, Virgílio Várzea viveu em Desterro até os treze anos, quando foi mandado para a Escola Naval no Rio de Janeiro.

Em 1881 retornou a Desterro e, a partir de então, exerceu vários cargos públicos, tendo sido Promotor Público em São José e Secretário da Capitania dos Portos e Professor em Florianópolis.

Ao lado de Cruz e Sousa, editou o livro Tropos e Fantasias e os jornais “Colombo” e “Tribuna Popular”, sendo este ultimo focado na campanha abolicionista. No campo do ativismo político, lideraram, de 1883 a 1887, a “Guerrilha Literária Catarinense”, um movimento contra o conservadorismo romântico, que tentou implantar a “Idéia Nova”, ou seja, a renovação estética do Realismo-Naturalismo.

Em 1892 é eleito Deputado, mas, ao fim do mandato, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde viveu até o seu falecimento em 29 de dezembro de 1941.

Dentre as numerosas contribuições literárias deixadas por Virgílio Várzea, destaca-se a obra Santa Catarina: A Ilha, que até hoje é considerada como uma valorosa fonte de informação histórica sobre os usos e costumes do povo ilhéu e sobre as localidades na Ilha de Santa Catarina.

publicidade

publicidade

publicidade