Guia Floripa - O endereço de Florianópolis na Internet

Centro Tecnológico - Universidade Federal de Santa Catarina
 

FORMAS DE ENERGIA FONTES ALTERNATIVAS CENÁRIO BRASIL CONSERVAÇÃO
FONTES DE ENERGIA ENERGIA E SOCIEDADE CENÁRIO MUNDO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

"A energia não pode ser criada nem destruída, somente transformada."
Primeira Lei da Termodinâmica - Princípio da Conservação de Energia

"A entropia - grau de desordem - de um sistema fechado aumenta continuamente"
Segunda Lei da Termodinâmica - Lei da Entropia

     O mais trivial que se pode dizer sobre energia é que o termo abarca um conceito com múltiplos aspectos. Existe, de fato, uma explicação específica no âmbito da Física, uma conceituação técnica e econômica ligada à produção e ao consumo e, uma terceira acepção dada pela percepção comum. A utilização do conceito, portanto, é variada e, freqüentemente, equivocada considerando as circunstâncias em que o termo é empregado ou pensado, algumas vezes com significados vagos, "vez por outra até esotéricos".

    O termo energia vem do grego - "energéia" - e, conforme a sua formulação, é quase sinônimo de trabalho. Para fins científicos e genéricos, a definição mais usual trata energia como a capacidade de produzir trabalho.

    Durante quase todo o seu tempo histórico, o Homem dispôs somente da energia de sua própria força muscular e da tração animal, do calor da lenha e da captação do movimento das águas e dos ventos. A invenção da máquina a vapor há trezentos anos e a utilização do petróleo a partir do século XIX possibilitaram novas condições e qualidade de vida, mas criaram também novas situações econômicas, sociais e ambientais na busca dessa energia.

    Atualmente, estima-se que aproximadamente um terço da população mundial  não tem acesso à energia elétrica e, mesmo em sociedades mais industrializadas, com padrão de vida melhor, ainda coexistem formas rudimentares de transformação e uso da energia.

    A Ásia é o maior continente produtor de energia (34% do total), seguida da América (31,1%) e da Europa (25,6%). A América do Norte é o maior consumidor, principalmente os Estados Unidos que consomem mais de um terço do total produzido (Almanaque Abril 2001).

    A produção mundial de energia, em 1997, segundo os dados da Agência Internacional de Energia, somou o equivalente a 9,5 mil megatoneladas de petróleo, dos quais 86,2% são provenientes de fontes não renováveis - carvão, gás natural e petróleo. As reservas conhecidas de petróleo devem durar apenas mais 75 anos; as de gás natural, um pouco mais de 100 anos; as reservas de carvão, aproximadamente 200 anos. Embora tenham uso crescente, as fontes renováveis, aquelas que podem se renovar espontaneamente (água, sol e vento) ou por medidas de conservação (vegetação) - são responsáveis por apenas 13,8% do total produzido. (Id.).


Principais Fontes de Energia Primária


Fonte
Parte do Total Produzido (%)
Petróleo
35,8
Carvão
23,7
Gás natural 
 20,1
Energia nuclear 
6,6
Outras*
13,8
*Combustíveis renováveis e de resíduos (11,1%), energia hidroelétrica (2,3%), geotérmica, solar e eólica (0,4%)
Dados: Agência Internacional de Energia, dados de 1997

 

© 2001-2006 Vania Mattozo. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Kornelius Hermann Eidam.