Trilha do Morro das Aranhas, Florianópolis

Trilha do Morro das Aranhas

Dicas de Turismo

  • Museu da Imagem e do Som - MIS

    Museu da Imagem e do Som - MIS

    No Museu da Imagem e do Som - MIS, periodicamente são exibidos filmes brasileiros e estrangeiros de qualidade. Em função...
    Leia Mais

  • Casa da Memória

    Casa da Memória

    A Casa da Memória de Florianópolis é um centro de documentação vinculado à Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes. Inaugurada em 30...
    Leia Mais

Guia Santa Catarina

Garopaba

Praias próximas: Garopaba

Por ser perto, muita gente vai surfar ou pegar uma praia em Garopaba. Conheça as várias praias perfeitas para o... Leia Mais

Entre as atrações da trilha estão áreas para banho de mar, oficinas líticas, costões, vista para a Ilha das Aranhas, Praia do Moçambique,  Parque Florestal do Rio Vermelho e  para a Praia do Santinho, além de seis córregos. A Trilha do Morro das Aranhas inicia no canto sul do Santinho, onde está localizado as inscrições rupestres do costão e termina na praia do Moçambique. O acesso pelo Moçambique é feito após uma restinga localizada em uma estrada não pavimentada, situada dentro da reserva florestal do Rio Vermelho e termina no costão do Santinho.

Para curtir esse visual, o aventureiro precisa estar preparado. A caminhada de 2.200 metros de extensão é feita pela costa do Morro das Aranhas e dura aproximadamente 1h. A trilha é bastante acidentada, com muitos trechos e pontos difíceis de caminhada, no qual é preciso desviar, subir e descer por muitas pedras que fazem parte do percurso. Além disso, é recomendado ficar atento aos desníveis, bastante comuns durante a trilha, exigindo apoio com as mãos e exposição a altura.  Por isso, não é recomendado levar crianças pela trilha e tenha cautela ao carregar muito peso ou objetos que possam dificultar o apoio do corpo ou a utilização das mãos.

É importante que os aventureiros façam a trilha com um vestuário adequado, utilizando roupas leves. Também é recomendado o uso de bonés, tênis com sola aderente, calças ou bermudas e meias altas, por conta das inúmeros gravatás cortantes, trechos com lama, costões e mata rasteira.

Para repor as energias, sempre leve na mochila algo leve para comer (frutas, barra de cereal, sanduíches) e muita água, pois a trilha causará bastante desgaste físico e hidratar o organismo durante a caminhada é imprescindível. Se cansou durante a caminhada, faça pausas e espere o fôlego voltar. Belezas naturais para apreciar não faltarão: durante todo o percurso é possível avistar o mar aberto, a ilha das aranhas, muitos barcos de pesca, gaivotas e a vista panorâmica da praia do Santinho e do Moçambique.

Informações:

Atrativos: Praia, vista panorâmica, mata fechada, fontes d’água, inscrições rupestres, costões.

Grau de dificuldade: Médio. Caminhada com pontos de desníveis, exigindo apoio das mãos. Muitas subidas e descidas, pedras, lama e trechos de mata fechada. É importante ficar atento aos desníveis e costões íngremes.

Extensão: 2.200 metros.

Tempo de percurso: 1h.

Início e Fim: A trilha pode ser feita por dois locais: pelo Costão do Santinho a trilha inicia em frente ao Museu ao Ar Livre Costão do Santinho e termina na praia do Moçambique. Já pela Praia do Moçambique, a trilha inicia no fim da praia e termina no costão do Santinho.

Tipo de Terreno: A trilha contém muitos trechos com pedras, subidas e descidas com mata rasteira e gravatás. Também existem trechos alagados e lameados.

Principal dificuldade: Subida e descidas íngremes. Pedras, trechos com lama e mata fechada.

O que imprescindível: Levar água, utilizar roupas leves, tênis e bagagem com pouco peso.

Graduação para Bicicletas: Não é recomendado fazer a trilha de bicicletas. A trilha possui muitos trechos íngremes e rochosos, com risco de queda.

Como chegar: Para chegar na Praia do Santinho de ônibus é preciso pegar a linha Ingleses no terminal do Tican (terminal integrado de Canasvieiras) e descer no canto sul da Praia, próximo ao Resort Costão do Santinho. Já para ter acesso à trilha pelo Moçambique é preciso pegar a linha Costa do Moçambique no Tican (Terminal integrado de Canasvieiras).


publicidade

publicidade

publicidade